domingo, 24 de fevereiro de 2008

COURAGE

Há muito, muito tempo atrás, uma velha senhora amiga de família tinha o hábito de despedir-se das pessoas lançado-lhes um sonoro e misterioso COURAGE. Ninguém entendia muito bem, pois entre tantos e tantos adjetivos ela escolhia logo este. Para alguns nada significava, a não ser uma peculiaridade da velha senhora, para outros soava como um estranho presságio.
Esta história me foi contada há pouco tempo e eu fiquei a pensar e vi nesta palavra proferida a cada despedida uma enorme sabedoria que só a idade e a experiência desenvolvem.
COURAGE é tudo aquilo que precisamos para nos tornarmos independentes perante a vida, não deixar que ela nos faça de uma garrafinha ao sabor das marés. COURAGE é enfrentar a vida mesmo sabendo que ela não tem jeito. COURAGE é sorrir quando por dentro estamos lavados em lágrimas. COURAGE é imaginar o dia seguinte e tentar mudá-lo sem ter a certeza de que conseguiremos. COURAGE é ser mal compreendido e mesmo assim tentar explicar de novo. COURAGE é ter a sensibilidade de perceber que a vida dos outros nos interessa e faz diferença. COURAGE é saber que seu irmão, seu amigo sofrem, e você pode passar um tempo com eles e enxugar suas lágrimas. COURAGE é você dar adeus a alguém sorrindo mas despedaçado por dentro. COURAGE é tomar remédio de duas em duas horas e continuar passando mal.
COURAGE é viver.
Isso Mme. Nivoli de Pierrefort, muito obrigado por me ensinar o que é COURAGE..
COURAGE para a senhora também onde quer que esteja.

3 comentários:

Anônimo disse...

oi marcelinho,
só hoje abrí e lí sobre a courage
parabens e COURAGE
nancy

Teka disse...

Alskade Téllo

Como eu te disse.
Este texto veio no dia, na hora e no momento certo.
Obrigada.

Nunca pare de escrever.

Saudades desse verde tão diferente deste!

Flávia disse...

Tio saudades!!! Esta chuvendo aqui no Rio, e ai em Taquara-poca?????
Beijossss