terça-feira, 25 de março de 2008


Americanos obtêm melhora do Parkinson em ratos com clonagem celular.

Cientistas americanos conseguiram obter uma melhora neurológica em ratos de laboratório com Mal de Parkinson, após receber um transplante de células obtidas por clonagem terapêutica, segundo a revista britânica "Nature".
Na clonagem terapêutica, também conhecida como transferência nuclear de células somáticas, o núcleo de uma célula somática de um doador é inserido em um óvulo que teve o núcleo extraído.A célula resultante se transforma em um embrião, a partir do qual é possível obter, com fins terapêuticos, células-tronco diferenciadas e, portanto, especializadas, para realizar funções precisas no organismo.Como a informação genética das células resultantes é a do próprio doador, não há rejeição, e as mesmas não são atacadas pelo sistema imunológico depois do transplante.Os cientistas do Memorial Sloan Kettering Cancer Center, de Nova York, conseguiram pela primeira vez uma transferência nuclear satisfatória para tratar a doença utilizando as próprias células do paciente.Os pesquisadores obtiveram células-tronco através da clonagem terapêutica, na qual conseguiram neurônios dopaminérgicos - danificados no Mal de Parkinson - que foram transplantados aos ratos doentes.Segundo a equipe de pesquisadores, o método pode ser uma via eficaz para reduzir a rejeição aos transplantes e aumentar a recuperação em outras doenças.

3 comentários:

Dalva disse...

Faço aqui uma colagem do que li num outro blog...

25-03-2008 - O superstar de Hollywood Michael J. Fox queixou-se na noite passada que ele teria sido curado de sua doença de Parkinson agora se ele fosse um rato.

O ator dublador de Stuart Little disse que estava farto de abrir seu jornal só para ler sobre outra maravilhosa cura para camundongos.

E ele pediu aos médicos para passar um menor tempo ajudando pequenos roedores com doenças crônicas e de um pouco mais de tempo ajudando as pessoas.

Fox disse: "Nós temos um rato à prova de câncer, ratinho que pode ser curado de diabetes, ratinhos que gozam eterna juventude e agora encontram a forma de curar "ratos" com Parkinson.

"Enquanto isso, estou sentado aqui com tanta agitação que minhas entranhas estão caindo para fora." (segue..., em inglês) Fonte: The Daily Mash

Um abraço forte para vc...

Anônimo disse...

Sinto que cada vez está mais perto a cura do Parkinson, da Diabetes...
Há que não perder a esperança, há que caminhar e acreditar.
Muitas saudades suas alskade Téllo.
Eu acredito que você vai ficar bem e viver com uma maior qualidade de vida. Te adoro.

mlanat@oi.com.br disse...

Dalva, ontem comentei aqui que estava com a maior inveja deste camundongo feliz.
Beijos Marcelo.